Categoria: Livro

Reatando um fio interrompido: a relação universidade-movimentos sociais na América Latina

Reatando um fio interrompido: a relação universidade-movimentos sociais na América Latina” se aproxima da inspiração do movimento reformista de Córdoba (1918) ao olhar para atuação de pesquisadores(as)-extensionistas nas fábricas recuperadas, na agroecologia e na habitação popular. Ao mesmo tempo, o livro de Henrique Tahan Novaes se distancia da extensão universitária assistencialista e autoritária que impõe às classes populares uma forma de compreender o mundo e de desenvolver ciência e tecnologia. Este livro é parte do esforço do autor de encontrar, em meio aos escombros, as possibilidades de construção de alternativas tecnológicas para uma possível e desejável sociedade para além do capital.

Capitalismo, Trabalho e Educação em Tempos de Devastação Neoliberal

Com o intuito de contribuir para a compreensão dos desafios impostos à classe trabalhadora e à educação em tempos de extrema concentração e voracidade do capital, apresentamos uma coletânea organizada pelos pesquisadores brasileiros, Eraldo Leme Batista e Paulino José Orso, da qual fazem parte onze artigos, escritos por um pesquisador mexicano, quatro argentinos e treze brasileiros, pertencentes a diferentes instituições educacionais e regiões do país.

Educação profissional: crise e precarização

“Educação Profissional: crise e precarização” de Deribaldo Santos é fruto de uma longa trajetória de pesquisa no campo da relação trabalho-educação, em especial da educação profissionalizante. Manejando com habilidade categorias fundamentais do marxismo para desvendar as mudanças no complexo educativo, Santos no traz os principais determinantes das mudanças da educação profissional na fase “neoliberal-globalizante” do capitalismo.

Transição ao socialismo: a participação dos trabalhadores nas empresas estatais cubanas

O trabalho intitulado “Transição ao Socialismo: a participação política dos trabalhadores nas empresas estatais de Cuba” aborda a participação dos trabalhadores nas empresas estatais cubanas, enfatizando o contexto recente de “Actualización económica y social”. Analisa a participação a partir das formas de propriedade e as relações de apropriação social dos resultados a favor de toda a sociedade. O livro aprofunda as formas de participação dos trabalhadores nas empresas estatais em processo de transição socialista e suas relações com outras formas de propriedade e apropriação como um sistema liderado pela empresa estatal e seus trabalhadores.

A Oposição Sindical no Exílio

Encontro Internacional da Oposição Sindical Brasileira no Exílio: Nos dias 31 de março a 1 de abril 1979 ocorreu em Bruxelas o primeiro Encontro Internacional convocado pela Oposição Sindical (OS) brasileira, organizado pelos militantes no exílio. Uma delegação de 4 sindicalistas da OS no Brasil vieram participar do Encontro. Presentes mais de 20 organizações sindicais da Europa e das Américas, e 2 Internacionais sindicais. O Encontro manifestou a vontade da OS de dar às lutas dos trabalhadores toda sua dimensão internacional.

As lutas autogestionárias no leste europeu

Este Livro de Bolso analisa – de forma sintética – o ciclo de lutas autogestionárias no Leste europeu. Originalmente foi publicado com o título “Leste europeu: a dialética da „revolução passiva‟” e faz parte do meu livro “Do Beco dos Sapos aos canaviais de Catende” (Marília: Editora Lutas anticapital, 2019).

Democracia e socialismo: Carlos Nelson Coutinho em seu tempo

O livro que Victor Neves entrega agora ao público é um sério, rigoroso e indispensável ensaio sobre a produção teórico-política de Coutinho. Resultado de escrupulosa pesquisa acadêmica, mas vazada em linguagem clara e acessível a todo leitor disposto a ampliar os seus horizontes políticos e intelectuais, este é o primeiro esforço sistemático e abrangente para oferecer um quadro do pensamento político de Coutinho sem reduzi-lo a eventos conjunturais ou a um singular itinerário pessoal. […] Todo grande autor reclama um grande analista. Com o livro que o leitor tem em mãos, Victor Neves se candidata a ser o primeiro grande analista do pensamento teórico-político de Carlos Nelson Coutinho. (José Paulo Netto)

Marx e o século XXI: notas para uma teoria crítica da sociedade

O esforço deste trabalho, mesmo que introdutório, é articular as categorias fundantes da sociedade da mercadoria desenvolvidas por Marx com um conjunto de outros intelectuais ocupados com a construção de uma teoria crítica, no intuito de apreender as diversas facetas da crise civilizatória que alcança o conjunto da sociedade capitalista no século XXI.

Quem é o povo no Brasil?

Esse pequeno livro de Nelson Werneck Sodré fez parte de uma coleção que marcou época no Brasil: os Cadernos do Povo Brasileiro. O objetivo era o de educar o grande público, cada vez mais envolvido na disputa política e ideológica naquele começo de anos 60, em torno das grandes questões que dividiam opiniões. Este texto de Sodré procura elucidar o significado de povo no Brasil daquele período, exatamente para que se soubesse de que lado o autor estava e que grupos sociais deveriam se mobilizar na luta pela democracia popular.